Pura Vida Hostel
Galera Pura vida Hostel

Como as viagens da minha vida me levaram a abrir um Hostel

Sem saber, o Hostel surgiu na minha vida quando eu ainda tinha uns 14 anos.

Foi quando fiz minha primeira viagem sem pais ou responsáveis e descobri o gosto pelo diferente. Lugares diferentes, paisagens diferentes, climas diferentes, comidas diferentes, pessoas e vidas diferentes. Era só o começo de uma série de escolhas, algumas conscientes, outras nem tanto, que sempre me levavam para idas e vindas, chegadas e partidas.

viagens_hostel

Assim virei o desgarrado da família. O que saía para uma viagem de 2 dias e ficava 1 semana. O que, muitas vezes, não estava em casa nas datas e nem os eventos sociais e familiares. Foi cedo que, com o esporte, minha outra paixão, pude conhecer o quanto o Brasil é grande e diverso. E só larguei esse meu primeiro casamento (de esportes com viagens – tema para outro texto) para, pela primeira, vez cruzar a fronteira tupiniquim.

Seis meses de trabalho na neve e o retorno para casa foi adiado por mais de uma dezena de meses, por algumas centenas de novas paisagens e por milhares de sonhos vividos e outros nascidos. Durante outros anos, ‘obras do destino’ mantiveram a minha vida profissional, uma rotina estradeira, de viagens por construções em lugares remotos e com pessoas únicas. Como não podia deixar de ser, os intervalos e férias, assim como o dinheiro, eram destinados a novos destinos. Isso continua até hoje e pelo visto (sem trocadilho), vai se manter!

viagem_neve_hostel

 

Fora de casa, sozinho ou com companhia, meus lares favoritos sempre foram os Hostels. É a melhor chance de unir diversão, economia, gente curiosa e ainda descobrir lugares estilosos e confortáveis. Foram incontáveis os momentos que vivi e as pessoas surpreendentes que encontrei porque estava em algum Hostel. E, quanto mais eu viajava e mais eu conhecia, mais eu queria viver o novo e ter essas sensações.

Quando percebi na minha cidade um mercado pequeno e uma demanda crescente por esse sentimento que gira em torno de Hostels, busquei parcerias certas e uni experiência profissional com vontade pessoal. A soma resultou em um Hostel e numa série de momentos que só mesmo em um Hostel eu viveria.

Tenho acompanhado essa soma se multiplicar através de muitos dos hóspedes e mais ainda através dos Worldpackers, por podermos conviver mais e nos conhecermos melhor. Encontro nos Worldpackers essa mesma sede pelo diferente, pelo novo, além de muita vontade e energia para absorver e dividir. É exatamente dessa soma, dessa multiplicação e dessa divisão que sai a fórmula do ambiente de Hostel que encanta tanta gente.

Alto astral, compartilhamento, responsabilidade e alegria que, magicamente, fazem o mesmo lugar ser todo dia um lugar único e diferente.

Viajante, ex-nadador, economista, trabalhou com obras de infraestrutura e atualmente é sócio do Pura Vida Hostel.
Viajante, ex-nadador, economista, trabalhou com obras de infraestrutura e atualmente é sócio do Pura Vida Hostel.

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *